23 de mar de 2014

O Mês da Fotografia

O Mês da Fotografia abre seis exposições no Museu de Arte de Blumenau, nesta quinta

publicado em: 10/03/2014
O  Mês da Fotografia é responsável pela a 1ª.Temporada de Exposições no MAB 2014, que acontece na quinta-feira, 13 de março - o evento é resultado da parceria estabelecida entre o  MAB/Fundação Cultural de Blumenau e o Ponto de Cultura – Fotografia para todos/Foto Clube Santa Catarina.

  Acontecem no Mab as exposições “Miradouro Blumenau” de Fabiana Wielewicki, “A Margem” do Coletivo Garapa, “Entre a Fé e a Febre” de Guy Veloso, “Jam Session” de Avani Stein, “Dos Arquivos de Willy Sievert” de  Willy Sievert e  “Deo Ignoto” de Audrian Cassaneli.  O evento de abertura tem inicio às 19 horas com uma conversa com artistas e organizadores do evento.

A exposição  “Cinema Miradouro” de Fabiana Wielewickl  propõe o tensionamento das noções delugarimagem ficção a partir do cruzamento entre narrativas cinematográficas e o ambiente do hotel - entendido como local físico e ficcionado.O modo como os hotéis aparecem em determinadas tramas cinematográficas motivou a construção um ensaio visual realizado nos quartos do Hotel Miradouro1(Porto, Portugal) em 2013. As relações entre as imagens dos filmes e a atmosfera do local gerou um corpo de trabalho que articula fotografia, projeção, pequenos vídeos e narrativas ficcionadas. A proposta de exposição explora as possibilidades de construção de contra-narrativas no plano da imagem, procurando revelar e sugerir “outras imagens” por meio da articulação entre imagem, ficção e lugar.

Em “A Margem”do Coletivo Garapa é uma exploração documental e afetiva do Rio Tietê, principal rio do estado de São Paulo e importante via de acesso ao interior do Brasil desde o início da colonização. O projeto foi conceituado e realizado a partir de uma série de experimentos multimídia relacionados a trechos dos relatos históricos de viajantes dos séculos 18 e 19 pelo rio. Compõem o projeto ensaios e montagens fotográficas, vídeos e material de arquivo recolhido durante as incursões do coletivo pelas cidades ribeirinhas.

A exposição “Entre a Fé e a Febre”  de Guy Veloso revela manifestações religiosas ímpares no interior profundo do Brasil; ritos que mesmo em um mundo globalizado são desconhecidos , em muitos casos, até das pessoas que vivem nas cidades onde ocorrem. Registro de uma cultura imaterial que, se não está muito próxima do seu fim, ao menos a cada dia se modifica a olhos vistos. Algumas dessas práticas remontam à Idade Média como as ordens de penitentes que saem em procissão encapuzados e envoltos em mantos brancos  noite à dentro. Certas irmandades, inclusive, mantém a autoflagelação. Há também o catolicismo laico da população rural em suas peregrinações periódicas e as comunidades religiosas exclusivamente brasileiras: místicas, mestiças, criadas sob influência da cultura indígena, negra e européia, com roupagem, calendário festivo e preceitos próprios. A captação das imagens, iniciada em 1998 e feita exclusivamente com máquinas analógicas, durou sete anos. Contou com um complexo estudo prévio, exaustivas negociações com grupos religiosos fechados ou mesmo secretos – alguns aqui pela primeira vez documentados – e visitas sistemáticas a oito Estados do Norte, Nordeste e Centro-oeste em épocas específicas de festas, procissões, rituais e romarias. Assim são os projetos autorais de Guy Veloso: de cunho antropológico que demoram anos para serem apresentados ao público pela extensa pesquisa e envolvimento do autor, porém, sem esquecer a estética minuciosamente construída.

Em “Jam Session”, Avani Stein  produziu série de trabalhos, com suas improvisações aliadas a fotos  grandes gênios do jazz, utiliza canetas hidrográfica, tintas, estiletes e agulhas para interferir nas fotos e criar obras. 
  
Na exposição “Dos arquivos de Willy Sievert”, um pequeno recorte da obra de Willy Sievert, comerciante e cineasta nascido em Blumenau em 20 de maio de 1903. Aos 15 anos Willy Sievert já estreava no comércio, ramo que mais tarde o consagraria como grande homem de negócios.

A mostra “Deo Ignoto”de  Audrian  Cassaneli apresenta fotografias manipuladas, numa experiência através do corpo, criando composições diferentes, propondo um olhar renovado de pensar na memória do corpo, nas relações entre seres vivos e o que lhe é externo


A visitação à exposição poderá ser feita até o dia 22 de abril. Sempre de terça-feira a domingo das 10 às 16 horas.

Filmes
Dos Arquivos de Willy Sievert,  Sávio Abi-Zaid, apresentará, no auditório Edith Gaertner da Fundação Cultural de Blumenau,  filmes da série Blumenau Jornal, que retratam a cidade de Blumenau e arredores, mostrando um recorte do cotidiano, no período compreendido entre as décadas de 50 e 60.

A noite contará ainda com uma intervenção surpresa do gurpo Liberdade Fotográfica, al´me de performance das Louc@s de Shakespeare e apresentação da Banda Municipal de Blumenau.

Serviço:
ABERTURA DE EXPOSIÇÕES: Fabiana Wielewicki, Coletivo Garapa,
Avani Stein, Guy Veloso, Audrian Cassaneli e Willy Sievert

Data:  13 de março  – quinta-feira
Horário: a partir das 19 horas
Local: Fundação Cultural de Blumenau
Visitação:  até 22 de abril. De terça-feira a domingo, das 10 às 16 horas.
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381 6176
Entrada franca.

21 de mar de 2014

Fotografia Minimalista

Fotografia minimalista



Onde o detalhe é quem conta a história, onde o menos é mais
Uma foto, pintura, ou qualquer obra minimalista busca utilizar o mínimo de elementos, sejam cores, formas e texturas. Assim se privilegia ocupar a maior parte da imagem com cores lisas, texturas homogêneas, formas geométricas simples e repetidas.
Para fotografar de forma minimalista é preciso buscar a simplicidade, o desenho e o vazio. Em resumo: menos é sempre mais! Para o fotógrafo de casamentos Dim Alves o minimalismo nas fotografias de casais está se popularizando aos poucos entre os profissionais da área.
Dim diz-se apaixonado pela fotografia simples, aquela com menos informação possível no quadro e o casal ou objeto a ser fotografado em destaque. “Sempre que possível procuro preservar as linhas e a arquitetura do local em que estou clicando, como paredes, muros, construções, escadas ou até mesmo o céu”.
Para o fotógrafo, essa técnica é uma forma simples de contar as histórias e resultam em imagens bastante curiosas, “para alguns estranhas mas para mim fantásticas”.
- See more at: http://wedding.photos.uol.com.br/fotografia-minimalista/#sthash.wXgL70SQ.dpuf


4 Festival de Fotografia


6 de ago de 2013

Divulgados vencedores do 25º concurso anual National Geographic Traveler Photo Contest

O fotógrafo brasileiro Wagner Araújo foi o grande vencedor do concurso “Fotos de Viagem”, da revista National Geographic. Ele superou mais de 15 mil fotografias inscritas, de fotógrafos do mundo inteiro, com a imagem “Dig Me River”, que tirou em Manaus, durante o Campeonato Brasileiro de Aquatlon. 
Portal Photos

3 de jul de 2013

Canon anuncia a 70D

A câmera EOS 70D traz sistema inédito de auto-foco
A Canon anuncia hoje (02), a tão aguardada EOS 70D. A câmera é a primeira SLR com o sistema Dual Pixel CMOS AF, que oferece autofoco (AF)  suave e preciso para gravar filmes em full HD e mais rapidez ao fotografar no modo Live View. Combinado com o processador 14-bit DIGC 5+ e os 19 pontos cruzados de AF, permite capturar imagem em alta resolução em até 7 FPS.
O sensor APS-C CMS foi desenhado e produzido pela Canon e possui 20.2 MP. Também são características da o ISO 100-12800 (expansível para 25600), 11 variações de AF (autofoco), display de LCD articulado de 3 polegadas sensível ao toque, comando wireless do flash pop-up, que emite sinal para outro flash no modo escravo (slave), vídeo Full HD (1920 x 1080p), Wi-Fi integrado, time lapse (conectado ao computador) e GPS opcional.
A câmera estará disponível no final do mês de agosto com preços sugeridos de US$ 1199 apenas o corpo, US$ 1349 com lente 18-55mm e US$ 1549 com lente 18-135mm.
- Portal Photos



2 de jul de 2013

Oficina de daguerreotipia


A daguerreotipia é uma das primeiras formas de reprodução fotográfica. Seu nome deve-se ao inventor do mecanismo, Louis J. M. Daguerre, que descreveu pela primeira vez a técnica do daguerreótipo em 1839. Ele expunha uma chapa de cobre polida e recoberta de uma película de prata a luz, e após isto, a vapores de iodo. Então seguia-se mais alguns passos até chegar ao resultado final.
Para conhecer um pouco mais sobre este que é o primórdio da fotografia, o Studio Século XIX realiza uma oficina de daguerreotipia. A intenção é oferecer uma imersão nesta técnica fotográfica histórica.
O curso acontece nos dias de 12 a 14 e 19 a 21 de julho, na cidade de Lumiar, no Rio de Janeiro. A inscrição dá direito às aulas práticas, todo material utilizado, manual, alimentação e estadia.
Mais informações no e-mail estudioseculo19@gmail.com ou no telefone (21) 9706-3595.

Portal Photos

17 de jun de 2013

Lomo Konstruktor: a câmera que você monta

Amantes da fotografia analógica terão possibilidade de montar sua própria câmera 
A marca austríaca Lomography, empresa que surgiu inspirada na câmera Russa LomoKompakt Automat, acaba de lançar uma novidade, a câmera Konstruktor. Trata-se de uma câmera analógica que o usuário terá o prazer de construir com as próprias mãos. Isso mesmo! Você compra a câmera, ela vem totalmente desmontada (inclusive a lente) e você começa a se divertir desde a montagem do equipamento. Assim o usuário tem a oportunidade de aprender melhor sobre algumas funcionalidades por trás da fotografia analógica.
Sua estrutura é toda de plástico, deixando a câmera muito leve, mas também um pouco frágil. Um manual de como montá-la acompanha o kit.



26 de mai de 2013

Sony anuncia Cyber Shot SuperZoom


A Sony anunciou a câmera Cyber-shot HX50 como aposta para o mercado de câmeras compactas. Com sensor CMOS de 20.4 MP e 30x de zoom ótico, se torna a menor e mais leve com esta capacidade de alcance.
Como características, a HX50 ainda trás o sistema Optical SteadyShot para estabilização da imagem, Auto Foco de alta velocidade, Wi-Fi embutido e possibilidade de utilizar os sistemas Android e iOS.
A nova Sony HX50 grava full HD em modo vídeo, utilizando o mesmo sistema de estabilização de imagem, e ainda conta com diversas configurações de efeitos criativos, tanto para fotos como para vídeos. Entre as características também estão o ISO 80-12800, a redução de olhos vermelhos, e tela de LCD  da marca Xtra Fine, de 3 polegadas.

O preço da câmera será de US$ 450, aproximadamente R$ 945, e estará disponível para venda a partir de maio. Não há informações de lançamento no Brasil. Para saber mais acesse o site da Sony.
Portal Photos





Lançamento da Canon



Anunciada a aguardada Canon EF 200-400mm f/4L IS USM Extender 1.4x

Canon anuncia oficialmente a teleobjetiva EF 200-400mm f/4L IS USM Extender 1.4x, aguardada desde 2011, quando a empresa divulgou a informação de que estaria desenvolvendo o produto.
Após um ano desta informação, imaginava-se que a ideia teria sido abandonada. Em novembro do último ano os rumores retornaram mais fortes, afirmando que alguns pontos a serem definidos no design resultaram no atraso do lançamento.
A principal característica da nova lente é que em sua construção ela traz um extensor 1.4x, o que normalmente é adicionado como uma peça avulsa. O alcance da 200-400mm f/4L, contando com o extensor que pode ser ativado com uma pequena chave, chega a 280mm – 560mm.
Feita para câmeras full frame (35mm), ela também apresenta 25 elementos ópticos divididos em 20 grupos, 9 lâminas de diafragma, distância mínima para foco de 2 metros e motor ultra sônico que garante um foco mais silencioso.
eu peso é de 3,620 kg, e suas dimensões são 128mm de diâmetro, 366mm de comprimento e 52mm para filtros.
A marca promete que a nova objetiva estará disponível para o mercado no final deste mês na Europa e Estados Unidos. Vale lembrara que para adquirir a lente, o usuário terá que desembolsar a quantia de US$ 11.800. Não há informação de lançamento no Brasil.
Portal Photos



10 de mai de 2013

Lançamentos - Controle da Luz


Novo conjunto de acessórios para flash

O lançamento é da SpinLight 360 e contém diversas peças

A empresa SpinLight 360 lança o SpinLight 360 Modular System, conjunto de acessório que irá facilitar a vida do fotógrafo em relação ao controle da luz. A novidade contém peças como refletor, difusor, snoot, gelatinas, filtros, entre outros importantes acessórios.
O anel adaptador é compatível com flashes de tamanhos semelhantes aos das maiores marcas como Canon, Nikon e Sony. Eles estão disponíveis em diferentes pacotes e o mais completo, com todas as peças, o SpinLight 360® EXTREME, sai por U$ 149 no site da empresa.
Não há informações ou previsão de lançamento no Brasil. Para mais informações acesso o site da SpinLight 360 .




8 de mai de 2013

Maratona Fotográfica da Univille


Maratona Fotográfica da UNIVILLE
Data:  11 de Maio
Local: Praça Dario Saller  ( Espelho  D’agua )
Horário:  8:00 hs
Serão 4 temas pela manhã e 4 a tarde

4 de mai de 2013

Fotografia / ARTE


Sonho de criança vira realidade na fotografia

Fotógrafo realiza sonho de menino com distrofia muscular

O fotografo esloveno Matej Peljhan é um vencedor pela sua própria história. Aos 10 anos, enquanto brincava com seus amigos, foi atingido por explosivos que estavam no chão desde a Segunda Guerra. Em conseqüência do acidente, Peijhan perdeu o braço direito e um olho.
Formado em psicologia, ele trabalha com crianças com necessidades especiais, e desde 2009, quando começou a levar a fotografia a sério, descobriu uma ótima maneira de se expressar. Além de mudar a própria vida depois da situação delicada que viveu, Matej Pelijhan realizou o sonho de outra criança. O menino chamado Luka, amigo do fotógrafo, sofre de distrofia muscular, o que lhe deixa incapaz de fazer quase que qualquer coisa.  Neste ensaio intitulado “O Pequeno Príncipe”, Pelijhan retrata Luka nas mais diversas atividades, fazendo com que ele faça o que qualquer menino na sua idade faria, como andar de skate, desenhar e jogar basquete. Pelijhan utiliza panos de varias cores e um ângulo de 90º para registrar o menino Luka como se ele estivesse realmente fazendo aquelas coisas.
Fotos: Matej Peljhan





23 de abr de 2013

Clicando Teias de Aranha


Fotógrafo da Austália passa dicas de como conseguir uma imagem marcante de teia de aranhaComo clicar uma teia de aranha em 10 passos
arren Rowse, fotógrafo da Austrália, é o editor e fundador do site Digital Photography School e doSnapnDeals, além disso ele mantém um blog sobre dicas de fotografia. Em um de seus posts o fotógrafo explica como fotografar uma teia de aranha.
Segundo o próprio fotógrafo o assunto rende diversas possibilidades para fotografar, mas também traz desafios. “Há alguma coisa em sua delicada natureza, flexibilidade e beleza que nos atrai para elas o tempo todo”, declara Darren no post em que passar 10 dicas para ajudar neste click.
1 – Fotografe em um dia calmo
Teias de aranhas são incrivelmente leves e se houver um leve sopro no ar, elas poderão arruinar uma fotografia. Isto pode causar não apenas um borrão na teia, mas também o movimento poderá derramar qualquer umidade sobre elas, podendo inclusive quebrá-las. Geralmente a parte mais calma do dia é de manhã bem cedo, que também é uma boa hora para achar teias cobertas de orvalho.
2 – Procure um fundo escuro
O fundo de todas as imagens é importante, pois eles irão adicionar informação ou distrair o espectador. Para teias de aranha é particularmente importante ter um fundo liso e de preferência escuro. Isto irá permitir que a própria teia seja o destaque da foto.
3 – Limite a sua profundidade de campo
Para isolar mais a teia do primeiro plano e do fundo escolhido, uma grande abertura (baixo f stop) lhe proporcionará uma pequena profundidade de campo. Isto irá tirar seu fundo do foco.
4 – Fotografe de frente
Fotografar teias de todos os ângulos pode gerar resultados interessantes, porém, fotografar exatamente de frente dela vai por toda a teia em foco. Claro que você pode experimentar outros ângulos com pouca profundidade de campo para ver o efeito pode conseguir.
5 – Use o foco manual             
Mude sua câmera para o modo manual de foco, pois para fotografia macro qualquer alteração de foco pode trazer grandes impactos para a imagem. Como as teias são extremamente finas, uma pequena alteração de foco poderá arruinar sua fotografia.
6 – Use tripé
Manter a teia imóvel em um dia clamo é importante, mas muito importante também é manter a sua câmera imóvel. As teias em contraste com o fundo perdem facilmente seus detalhes com o mínimo de movimento.
7 – Orvalho na teia
Uma fotografia clássica de teia de aranha é aquela com orvalho ou gotas de chuva nela. A grande jogada da umidade na teia, é que ela ajudar a aumentar e destacar a teia. Lembrando que o melhor horário para pegar a teia com orvalho é no inicio da manhã.
8 – Encha o quadro
Utilize o zoom para fazer um close na teia de aranha. Se você tiver uma objetiva macro, ou o modo macro em sua câmera, será de grande ajuda para manter o close e também o foco. O ideal é manter o quadro inteiro com a teia, e os padrões que se vê nela.
9 – Fotografe dos dois lados
A vezes a teia pode parecer opaca e sem vida de uma lado, enquanto do outro lado tem uma luz que traz vida à ela. Isto o ajudará também a ver a teia por outros ângulos e diferentes fundos.
10 – Experimente usar um flash
Particularmente eu acho que a luz natural é a melhor, mas algumas vezes adicionando alguma luz artificial pode ressaltar a teia e conseguir um resultado inesperado.
Texto extraído do Portal Photos.


17 de abr de 2013

Novidades da Nikon


Nikon Registra Patente de sistema para prevenir furtos de Equipamentos

O sistema obrigará o usuário a confirmar a propriedade de um equipamento, através de uma senha

Com o objetivo de prevenir o uso e a revenda de equipamentos que tenham sido furtados ou roubados, a Nikon registrou no Japão a patente de um sistema que obrigará o usuário a confirmar a propriedade de um equipamento, através de uma senha pré-determinada.

O processo de autenticação utilizará os números de série das lentes e do equipamento, além de um código de acesso previamente criado pelo proprietário do equipamento. Sem incluir essa combinação, não será possível prosseguir com o uso. Como a patente só foi lançada agora no começo do mês, a Nikon deverá divulgar em breve o lançamento de produtos com o novo sistema de proteção por senha já implantado.

11 de fev de 2013

Leica e Red Bull em ação


A competição que está com as inscrições abertas desde dezembro divulga teaser com imagens da última edição.

O Red Bull Illume Image Quest 2013 está entre os principais concursos dedicados a fotografias de ação e esportes de aventura no mundo. Neste ano o concurso chega a sua terceira edição, com outras duas de sucesso no ano de 2007 e 2010. As inscrições estão abertas desde o dia 1º de dezembro, mas só no mês de janeiro que o teaser da edição foi lançado.

O objetivo do concurso é mostrar a mais emocionante e criativa fotografia de esportes de ação do planeta e trazer o público para o mundo dos esportes de ação. Entre os juízes estarão dois brasileiros, que ficarão responsáveis por ajudar na escolha das 25 melhores imagens de cada uma das 10 categorias, são eles: Sérgio Branco, editor-chefe da revista Fotografe Melhor e José Pequeno dos Anjos Neto, diretor de criação da revista GQ – Brasil.

As inscrições para o Red Bull Illume estão abertas desde 1º de dezembro de 2012 e se estenderão até 30 de abril de 2013. Interessados poderão obter mais informações no oficial do concurso.



A “Noite” dos Alpes franceses

série “Noite” o francês, dos Alpes da França, Alexandre Deschaumes, mostra seu trabalho fine art de longa exposição. As paisagens são sua preferência, e fica fácil de perceber ao ver alguns de seus registros. Uma impressão de fine art do francês pode custar até 1500 no mercado da fotografia. Conheça um pouco mais deste artista:

Idade: 30

Naturalidade: Annemasse - nos Alpes da França

Profissão: Fotógrafo

Equipamento fotográfico: Canon 5D Mark III, tripé SIRIU & Manfrotto e filtros LEE

Não pode faltar na bolsa: binóculos e biscoitos

Estado civil: solteiro

Filhos: não

Hobby: Fotografia, música improvisada e composição, viagem e caminhadas.

Comida favorita: queijo e vinho tinto, e sashimi.

 

 





13 de jan de 2013

Dia Nacional da Fotografia e do Fotógrafo



Oito de janeiro é o dia dos fotógrafos brasileiros, conheça a história da data
O Portal Photos não poderia deixar esta terça-feira passar em branco, no dia 08 de janeiro comemora-se o Dia Nacional da Fotografia ou Dia Nacional do Fotógrafo. Apesar de a data ser oficial em alguns locais é celebrada entre os dias 05 e 09, ou até no dia 16. Mas você sabe o motivo destas datas? Já que mundialmente comemora-se o Dia Internacional da Fotografia no dia 19 de agosto? Diante desta dúvida aí vai um pouco de história para os fotógrafos brasileiros.
Em 16 de janeiro de 1840, o abade Louis Compte desembarca no Rio de Janeiro, trazendo consigo todos os equipamentos necessários para a produção de daguerreótipos (uma das primeiras formas de reprodução fotográfica). A novidade vinda de Paris introduziria a fotografia no Brasil. Compte apresentou o daguerreótipo ao imperador D. Pedro II, que é considerado oficialmente o primeiro fotógrafo brasileiro.
Os jornais da época noticiaram o ocorrido: “Finalmente passou o daguerreótipo para cá, os mares e a fotografia, que até agora só era conhecida no Rio de Janeiro por teoria [...] Hoje de manhã teve lugar na hospedaria Pharoux um ensaio fotográfico tanto mais interessante, quanto é a primeira vez que a nova maravilha se apresenta aos olhos dos brasileiros. [...] É preciso ver a cousa com seus próprios olhos para se fazer ideia da rapidez e do resultado da operação. Em menos de nove minutos, o chafariz do Largo do Paço, a Praça do Peixe, o mosteiro de São Bento, e todos os outros objetos circundantes se acharam reproduzidos com tal fidelidade, precisão e minuciosidade, que bem se via que a cousa tinha sido feita pela própria mão da natureza, e quase sem a intervenção do artista”. (Jornal do Commércio)
Ainda tem quem diga que houve uma descoberta isolada da fotografia no Brasil. Segundo o historiador BórisKossoy, o pesquisador Hércules Florence havia descoberto a fotografia seis anos antes do anúncio oficial do feito de Daguerre. Sem conhecimento das pesquisas na Europa, Florence foi a primeira pessoa a usar o termo, em 15 de Agosto de 1832, em Campinas, no interior do Estado de São Paulo.
Não se sabe exatamente o motivo para a mudança de datas, o fato é que no mês de janeiro de 1840 o Brasil teve seu primeiro contato com a fotografia vinda da Europa. Já, o dia 19 de agosto, que conhecemos como Dia Internacional da Fotografia, refere-se à data em que a Academia Francesa de Ciências reconheceu a invenção de Louis Daguerre e o governo da França anunciou o Daguerreótipo como domínio público, no ano de 1839.

5 de jan de 2013

Gato Fotógrafo



Cooper, o gato fotógrafo
É difícil de acreditar, mas nos EUA tem um gato fazendo exposições e sucesso com suas fotografias.
Se alguém contar que um animal está tirando boas fotos e fazendo exposições talvez você ache que é piada, mas acredite, pode não ser. Um casal norte americano, de Seattle, resolveu que o artista da casa seria seu animal de estimação, um gato.
Cooper, um gato de seis anos, leva consigo uma câmera adaptada no pescoço, que é capaz de captar uma imagem a cada dois segundos. Seus donos colocam a câmera uma vez por semana em Cooper, que sai para passear em seu quintal e arredores, captando cada momento. O que eles não esperavam era a repercussão que isso iria trazer.
Após cerca de três anos “produzindo” fotos, Cooper já assinou exposições, seus donos deram entrevistas para vários veículos de comunicação e viajaram para outros países, sempre com o gato, para divulgar o trabalho.
Cooper ainda mantém um site e um perfil no Facebook, onde seus donos se comunicam com os fãs e sorteiam impressões de fotos.e comunicam com os fãs e sorteiam impressões de fotos.


Foto do Artista

Nova 3 D da Sansung





Hands-on: a NX300, da Samsung, é uma câmera mirrorless que tira fotos em 3D com apenas uma lente
Câmera possui sensor de 20.6 MP, Wi-Fi

A Samsung NX300 é uma grande reformulação da NX210 do ano passado e incluiu um monte de melhorias básicas na câmera mirrorless de médio porte da empresa. E também tem modo de foto e vídeo em 3D. Ninguém pediu por uma tecnologia nova brilhante que usa uma única lente para capturar imagens em 3D, mas a Samsung fez do mesmo jeito. E funciona!
A NX300 é a primeira mirrorless que tira foto 3D. Então como isso funciona? Para isso, você vai precisar da nova lente 45MM f/1.8 2D/3D de US$ 600. Como o nome sugere, você pode tirar fotos em 2D e 3D. Quando você mexe na chave no lado da câmera de 2D para 3D, duas pequenas portas aparecem:
Quando gravamos vídeos essas pequenas portas alternam o bloqueio da luz de um lado para o outro em 30 rotações por minuto. O efeito 3D é criado ao interlaçar as imagens de cada uma das perspectivas.
Mesmo que pareça improvável que uma pequena diferença na perspectiva possa criar efeitos 3D, isso funciona. Não é Avatar, mas baseado nas imagens que a Samsung nos mostrou, o efeito definitivamente funciona. O objeto em foco aparece fisicamente distante do fundo. A terceira dimensão é mais um sentimento de profundidade do que um objeto pulando da tela. Algumas vezes pode parecer um pouco falso, e às vezes quando tem um objeto em primeiro plano que está fora de foco o efeito parece estranho.
E para o que continua o mesmo, a câmera ainda tem um sensor de 20.3 megapixels APS-C. É o mesmo tamanho do sensor em todas as DSLR de menos de US$ 2000, e se nossos testes anteriores são indícios de alguma coisa, as fotos sairão excelentes. Um pequeno detalhe: a câmera agora tira fotos a 60 quadros por segundo em resolução Full HD (1920×1080).
Além disso, os recursos Wi-Fi introduzidos pela Samsung nas câmeras do ano passado foram simplificados. São duas importantes mudanças. Em primeiro lugar, o que parecia ser um punhado de aplicativos para smartphones agora é apenas um app de smart camera que faz tudo. Em segundo lugar, o botão de conexão Wi-Fi introduzido na NX1000 no ano passado agora é programável para uma ação padrão. Então, por exemplo, quando você aperta, a câmera automaticamente prepara um email, em vez de levar ao menu Wi-Fi. Nós esperamos que as promessas da Samsung se tornem reais, porque, até agora, os recursos Wi-Fi são bastante complicados.
O que mais? Na parte de fora, a NX300 agora conta com uma tela de 3,3 polegadas AMOLED reclinável.
A NX300 chega em março nos Estados Unidos por US$ 750 com lentes 20-50mm. É um preço bem competitivo considerando que a câmera tem basicamente todos os recursos que competidores também têm – vamos ver se ela vai conseguir fazer as pessoas tentaram algo novo.




2 de nov de 2012

WORKSHOP

 
 
WORKSHOP
A FOTOGRAFIA NO LIMITE DA FOTOGRAFIA
com Fernando Schmitt
 
 
DATAS E HORÁRIOS
Dia 23/11 das 19:00h às 22:00h
Dias 24 e 25/11 das 9:00h às 12:00h e das 14:00h às 17:00h
LOCAL
Helena Fretta Galeria de Arte
Rua Presidente Coutinho, 532, Centro, Florianópolis - SC
INVESTIMENTO
R$ 380,00 para inscrições até o dia 15/11
Após esta data R$ 420,00
PARA SE INSCREVER
Enviar e-mail com o título “Fotografia no limite” para cursos@duoarte.com contendo: Nome completo, telefone, e-mail e ocupação profissional.
SOBRE O WORKSHOP
A Fotografia no Limite da Fotografia é um workshop que visa o estudo, a pesquisa e a prática experimental da fotografia com o objetivo de explorar os seus limites atuais em diferentes frentes. A metodologia mistura atividades de aula, grupo de estudos e ateliê de projeto, onde o professor atua ora como provocador, propondo temas relevantes e repertórios pertinentes oriundos das mais diversas áreas de conhecimento, ora como orientador de pesquisa, indicando caminhos, métodos e bibliografia ou ainda comocondutor de processo criativo, acompanhando as etapas de desdobramento de uma ideia em um projeto que possa se materializar como experiência.
 
 
Programa
A Fotografia no Limite da Fotografia: uma aproximação ontológica em quatro atos concêntricos / Ato 1 – A fotografia é uma técnica / Ato 2 – A fotografia é uma linguagem / Ato 3 – A fotografia não é mais fotografia / Ato 4 – A fotografia não é mais só / Epílogo – Coleção de projetos. Os limites expandidos.
 
 
Ministrante
Fernando Schmitt é fotógrafo e professor do ensino superior. Natural de Porto Alegre, radicado em São Paulo desde o início de 2010. Graduado em jornalismo pela UFRGS em 1994 e Mestre em Comunicação pela PUCRS em 1999. Ensinou fotografia na Faculdade Panamericana de Arte e Design/SP, UNISINOS, PUCRS, UFRGS e ESPM-RS. Teve a obra “Sobre Vagalumes a Alvenarias” selecionada no III Prémio Diário Contemporâneo de Fotografia – Memórias da Imagem, Belém do Pará, 2012.Participou do VII Paraty em Foco em 2011 com a instalação Coisas Vazias e mostrou o trabalho 17 Dinheiros no IV Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre em 2010. Faz parte do grupo de fotógrafos gaúchos Baita Profissional, para o qual realizou a curadoria das exposições19 Individuais e Conexões possíveis, incontáveis desdobramentos e um encadeamento sem fim exibidas na Usina do Gasômetro em 2011 e no Canela Foto Workshops em 2012. Possui trabalhos nas coleções e acervos de Joaquim Paiva, Rubens Fernandes Jr., Orlando Azevedo e do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul.